Taisekiji

O Budismo de Nichiren Daishonin

Geralmente, quando se fala sobre um Buda, as pessoas logo pensam no Buda Sakyamuni ou Buda Amida.

Mas por que, na Nichiren Shoshu, Nichiren Daishonin é considerado o Buda Original da Era do Fim do Darma?

Nichiren Daishonin nasceu no Japão, no Período Kamakura.

Mas, conforme a predição do Buda Sakyamuni no Sutra de Lótus, Nichiren Daishonin apresentou exatamente o comportamento do Buda Original que salva todas as pessoas da Era do Fim do Darma.

Vamos explicar mais sobre isso.

O Buda Sakyamuni nasceu como príncipe do reino de Kapilavastu e, desde a infância, foi uma pessoa muito sensata.

Aos 19 anos, ingressou no sacerdócio, enfrentando a oposição de todos e, depois de praticar os exercícios ascéticos, aos 30 anos, atingiu a percepção, tornando-se Buda.

O ensino do Buda Sakyamuni começou a ser revelado a partir da questão: como solucionar as quatro espécies de sofrimentos decorrentes do nascimento (nascer e viver), do envelhecimento (envelhecer), da doença (distúrbios físicos e psicológicos) e da morte (interrupção das atividades físicas e psicológicas), que nenhuma pessoa pode evitar.

A partir desse ponto, o Budismo diverge por completo das religiões que adoram um deus criador do céu e da terra, ou que adoram elementos da natureza.

Durante 50 anos, compreendidos entre os 30 anos de idade, quando atingiu a Iluminação, até os 80 anos, quando veio a falecer, o Buda Sakyamuni revelou diversos ensinamentos.

Sakyamuni revelou, primeiramente, ensinamentos elementares para as pessoas que não poderiam compreender o teor da percepção que ele tivera, para então, gradativamente, ir revelando os ensinamentos elevados e profundos.

Isso foi uma preparação para revelar e tornar compreensível o ensino supremo do Sutra de Lótus, com o qual todas as pessoas podem se tornar Budas.

Antes de revelar o Sutra de Lótus, o Buda Sakyamuni esclareceu no Sutra Muryogi, que é um prefácio do Sutra de Lótus: “Durante 40 e poucos anos, ainda não havia revelado o Verdadeiro”. Assim, expôs que os diversos ensinamentos e sutras que ele, o Buda Sakyamuni, havia revelado em 40 e poucos anos, eram provisórios e não o Verdadeiro, e que o Sutra de Lótus, que estava para ser revelado, é o ensino que elucida a verdadeira percepção do Buda.

No presente, temos diversas ramificações do Budismo, mas todos os sutras em que religiões como Terra Pura, Shingon e Zen se baseiam são ensinos provisórios revelados nesses 40 e poucos anos.

Em contrapartida, o Sutra de Lótus é o ensino supremo de todas as pregações do Buda Sakyamuni, no qual, pela primeira vez, foi revelado sobre a Iluminação de uma mulher a menina dragoa, e também do malfeitor Devadatta que, nos ensinos anteriores, não poderiam atingir a Iluminação.

Ou seja, o Sutra de Lótus é o único sutra com o qual todas as pessoas, mesmo as que cometeram o mal e as das mais diversas condições de vida, podem ser conduzidas para a suprema condição de vida denominada Iluminação.

Durante os 50 anos de pregação, Buda Sakyamuni realizou predições muito importantes.

Uma delas é a que consta no Sutra Daishitsu, em que prediz que depois de seu falecimento, o ensino revelado por ele perderia as forças para salvar os seres, e que a Lei Pura ficaria obscura.

Ele também prevê que, quando iniciar a Era do Fim do Darma, o “Devoto do Sutra de Lótus” surgiria para salvar todos os seres dessa época.

E, então, depois de iniciar a Era do Fim do Darma, no período Kamakura, Nichiren Daishonin fez o seu advento.

Nichiren Daishonin estabeleceu a doutrina com base no Sutra de Lótus – o ensino supremo do Buda Sakyamuni, recitando o Nam-Myoho-Rengue- Kyo.

Nichiren Daishonin sofreu diversas perseguições por revelar amplamente que eram errôneos os ensinos do Nenbutsu e Zen, largamente difundidos à época.

Foi ora insultado, ora apedrejado, ora ferido com espada.

Aos 39 anos de idade, apresentou “O Bem da Terra Baseado no Estabelecimento da Verdade (Rissho Ankoku Ron)” para o governo de Kamakura, revelando o meio para evitar os sucessivos desastres e também a calamidade do país que ainda estava por vir.

Entretanto, os governantes não lhe deram ouvidos e ainda o condenaram ao exílio em Ito, na península de Izu.

Aos 50 anos de idade, monges de diversas religiões e autoridades do governo se uniram para aprisionar Nichiren Daishonin e, depois de levá-lo por toda a cidade de Kamakura, tentaram decapitá-lo no campo de execução de Tatsunokuchi.

Porém, com o surgimento de um misterioso objeto luminoso, não lhes foi possível matar Nichiren Daishonin. E assim, o exilaram na ilha de Sado.

Todos esses fatos foram a comprovação efetiva da predição que consta no Sutra de Lótus: “A pessoa que revelar o Sutra de Lótus na Era do Fim do Darma será criticada e insultada por muitos e ainda sofrerá perseguições com espada e bastão, além de ser expulsa de diversos lugares”

Nenhuma outra pessoa, além de Nichiren Daishonin, praticou efetivamente conforme o ensino do Buda Sakyamuni, e evidenciado a comprovação real, de acordo com as suas predições.

Ou seja, Nichiren Daishonin é exatamente o “Devoto do Sutra de Lótus” da Era do Fim do Darma, conforme previsto no Sutra de Lótus.

Nichiren Daishonin propagou o ensino, tendo como base o Sutra de Lótus revelado pelo Buda Sakyamuni, mas esclareceu que, na realidade, ele, o próprio Daishonin, era o Buda Original que salva e conduz todos os seres à Iluminação, desde o longínquo passado.

Nichiren Daishonin inscreveu o Dai-Gohonzon do Supremo Santuário do Portal Original, o verdadeiro propósito de seu advento, no dia 12 de outubro de 1279.

O Dai-Gohonzon do Supremo Santuário do Portal Original é exatamente o âmago da vida de Nichiren Daishonin e a base para a salvação de todos os seres durante toda a Era do Fim do Darma.

No dia 13 de outubro de 1282, aos 61 anos de idade, Nichiren Daishonin faleceu.

Nichiren Daishonin transmitiu o Dai-Gohonzon do Supremo Santuário do Portal Original e todos os seus ensinamentos para o Segundo Reverendíssimo Soberano da Lei, Nikko Shonin.

E, da mesma forma, foram herdados pelos sucessivos Reverendíssimos Soberanos da Lei e preservados no Templo Principal Taisekiji, ao sopé do Monte Fuji, permitindo que inúmeras pessoas se aprimorem, seguindo o ensino de Nichiren Daishonin.